Toxina Botulínica e Preenchimento ou Lifting?


Toxina botulínica e Preenchimento ou Lifting? Esta é uma pergunta freqüente de muitas pessoas que desejam um rejuvenescimento facial. Entretanto, o tratamento é mais complexo. Quando se pensa em ter uma face mais jovem é necessário um tratamento não apenas do excesso de pele como também da qualidade da pele.
Com o envelhecimento a pele do rosto perde a elasticidade e fica com um aspecto ressecado, manchado e cheio de pequenas rugas. Isto se deve à exposição solar e atrofia da derme, secundária à perda de fibras colágenas e elásticas.
Portanto, um passo importante no rejuvenescimento facial é o restauro da qualidade de pele. É necessário que haja uma recuperação da estrutura da pele. Esta, dependendo do grau de envelhecimento, pode ser feita por meio de simples aplicações domiciliares de cremes à base de substâncias anti-oxidantes, peelings (realizados em consultório ou hospital) até lasers.
Um outro passo fundamental é a reestruturação de estruturas profundas da face. Com o envelhecimento, há perda de gordura em regiões abaixo dos olhos, nos lábios, nos cantos da boca associado a um desequilíbrio muscular. Nos casos mais simples, tais alterações podem ser melhoradas apenas com a aplicação de toxina botulínica tipo A (BotoxR) e preenchimentos, como o ácido hialurônico. A toxina botulínica é capaz de diminuir as rugas dinâmicas (que aparecem durante a movimentação muscular), elevar as sobrancelhas diminuindo a quantidade de pele nas pálpebras superiores, corrigir leves irregularidades do sorriso, elevando os cantos da boca, diminuir a “papada” e amenizar a queda de pele do contorno da mandíbula. Os preenchimentos (RestylaneR, SurgidermR), por sua vez, podem diminuir a profundidade dos sulcos localizados, entre o nariz e a boca (“bigode chinês”) e nos cantos inferiores da boca (“linha de marionete”). Melhorar as rugas estáticas (aquelas que existem no rosto mesmo quando não há movimentação muscular), como as que se formam no lábio superior, principalmente em fumantes (também chamadas de “código de barras”). Eles podem preencher áreas aonde houve perda de gordura e atrofia como nas localizadas abaixo dos olhos, linha da mandíbula e lábios. Com o uso de preenchimento é possível restabelecer linhas que foram apagadas com o tempo, como o contorno dos lábios e o filtro localizado ente o nariz e o lábio.
E por fim, o passo cirúrgico, que são as cirurgias de blefaroplastia (cirurgia das pálpebras), suspensão de supercílios (elevação das sobrancelhas) e lifting facial e cervical. Este passo é fundamental e necessário para correção do excesso de pele da face e pescoço e reposicionamento de estruturas profundas do rosto, que se deslocaram da porção média da face para a sua porção inferior e pescoço.
Contudo, posso responder que o rejuvenescimento deve ser específico a cada pessoa. O tratamento para restaurar a qualidade da pele deve ser usado para todos, entretanto individualizado para cada tipo de pele e grau de envelhecimento. Em algumas pessoas, apenas este passo já é suficiente; em outras, este tratamento pode ser apenas associado a procedimentos ambulatoriais como a toxina botulínica e o preenchimento. Em alguns pacientes, há indicação de procedimentos cirúrgicos, que devem ou não ser utilizados em conjunto com os preenchimentos e/ou o toxina botulínica. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *